Ato público unificado expõe a insatisfação dos educadores estaduais

21/09/2017

 

Os educadores estaduais cumpriram a promessa de ocupar a Praça Saldanha Marinho, em Santa Maria, nesta quinta-feira (21). Desde o início da tarde, o Comando de Greve do 2º Núcleo do CPERS/Sindicato promoveu atos no local.

As atividades começaram com uma Plenária Regional que marcou o início da Caravana do CPERS pelo interior. Educadores e estudantes do 4º Núcleo - Cachoeira do Sul, 18º Núcleo - Santa Cruz do Sul e 41º Núcleo - São Gabriel estiveram presentes. 

Durante o ato, o descaso com a educação pública foi denunciado por professores, funcionários de escolas e alunos. Também ocorreu uma forte mobilização para a Assembleia Geral que será realizada em 29 de setembro, em Porto Alegre. Três ônibus partindo de Santa Maria já estão confirmados e existe a convicção de que a delegação do 2º Núcleo será ainda maior.

No fim da tarde, representantes da Seção Sindical dos Docentes da UFSM (Sedufsm), da Associação dos Servidores da UFSM (Assufsm), do Diretório Central dos Estudantes da UFSM (DCE/UFSM), do Levante Popular da Juventude e de vários sindicatos de Santa Maria somaram-se ao Ato Público Unificado em Defesa da Educação e dos Direitos. Foi realizada uma caminhada que percorreu algumas das principais ruas do Centro de Santa Maria. 

Os participantes portavam bandeiras, faixas e cartazes no qual denunciavam a insatisfação com o governo de José Ivo Sartori (PMDB) e também com as reformas promovidas pelo governo de Michel Temer (PMDB). Em diversos momentos, a multidão bradou a uma só voz "Fora Temer" e "Fora Sartori".

Conforme o diretor geral do 2º Núcleo, Rafael Torres, o ato desta quinta foi importante para mostrar à população que a insatisfação com a educação pública não ocorre apenas em Santa Maria, mas é compartilhada por colegas de outros municípios. A greve da categoria segue sem data de encerramento.

"Nos próximos dias, vamos intensificar as visitas às escolas. O movimento só cresce e vamos continuar pressionando o governador contra a política de parcelamento de salários", afirma Torres.

A greve teve início em 5 de setembro. Na região do 2º Núcleo, cerca de 80% dos educadores estaduais aderiram à paralisação.

 

 

Maiquel Rosauro, Jornalista (MTB/RS 13334)
Assessor de imprensa
2º Núcleo CPERS/Sindicato
(55) 996-811-384 (WhatsApp)

 

Please reload

 Posts em Destaque

Live: O movimento da Economia Solidária, Passado, Presente e Futuro

June 21, 2020

1/10
Please reload

Arquivos
Please reload

Pesquisa por tags
Please reload

Siga-nos
  • Facebook Basic Square

© 2023 Projeto Esperança/Cooesperança - Santa Maria - RS - Brasil  - Fones (55) 3219.4599 / 3223.0219                                                                  Site desenvolvido por: Xiko