39ª ROMARIA DA TERRA

23/01/2016

09 de fevereiro de 2016 – terça-feira de Carnaval

“Cuidar da Terra, Casa Comum

 

      

 

                  No dia 09 de fevereiro de 2016, em São Gabriel, RS, realizar-se-á a 39ª Romaria Estadual da Terra. A Diocese de Bagé que já acolheu 05 Romarias da Terra com a Graça de Deus e muita alegria, está de coração aberto para acolher a 39ª Romaria da Terra no Rio Grande do Sul. É um grande espaço de Fé, reflexão, caminhada, oração e de opção preferencial pelos pobres e pelos que lutam por um pedaço de chão. Nele, à luz do magistério do Papa Francisco, milhares de Romeiros e Romeiras vão “olhar o passado com gratidão, viver o presente com paixão e abraçar, com esperança o futuro”. Ao olhar o passado contemplarão a grande missão dos Padres Jesuítas que moravam neste território gaúcho. Com fé, esperança e solicitude Pastoral, estes Missionários colocaram-se a serviço dos Indígenas, ajudando-os a edificar o que alguns chamam de “República Guaranítica”. E quando a República foi atacada pelos Portugueses e Espanhóis, manifestou-se o heroísmo e a profecia de Sepé Tiarajú e os mais de 1.511 Companheiros que tombaram defendendo sua gente e a sua terra, convictos de que esta terra era um grande presente de Deus e do Arcanjo São Miguel que seriam os únicos que teriam o direito de “deserdar” esta terra.

 

O que é uma Romaria da Terra:

A Terra é Sagrada. É a nossa Mãe. O Papa Francisco diz que ela é a nossa Casa Comum. É um bem natural que pertence a todos, Patrimônio de toda humanidade. Ela não foi vendida a ninguém, mas somente emprestada por Deus para que todos pudéssemos viver o pequeno espaço de tempo da nossa passagem por esta vida. Devemos cuidar bem dela, e não estragá-la e nem envenená-la.

Para lembrar tudo isso, a cada ano, desde 1978, na terça-feira de carnaval realiza-se uma grande caminhada de Fé, unindo o campo e a cidade, numa manifestação Religiosa e Profética, organização e conscientização na defesa, no cuidado e no compromisso com a terra e tudo o que engloba a natureza, lembrando os que lutaram e lutam por esta “Terra Sem Males”.

 

Quem foi São Sepé Tiarajú:

O Rio Grande do Sul foi evangelizado pelos Jesuítas, que aqui chegaram no ano de 1626. Aqui organizaram as Missões, junto aos Povos Indígenas, que estavam sendo levados como escravos, pelos bandeirantes e outros, para morrerem sem eira e nem beira. Estas Missões tinham suas estâncias de criação de gado, que vinham até nossa região da Campanha, onde fica a Diocese de Bagé. Os campos de São Gabriel, Lavras do Sul, Dom Pedrito, Bagé, Aceguá, Santa Margarida do Sul eram lugares onde circulavam os Povos Indígenas.

Em 1750, pelo Tratado de Madri, os povos missioneiros deveriam abandonar as reduções, deixando todos os bens para os portugueses. Diante disso se levantaram os Guaranis, liderados por Sepé Tiarajú, que o Prefeito de São Miguel, que disse: “Esta Terra Sem Males é do Povo Guarani. Nós a recebemos de Deus e do Arcanjo São Miguel e só eles tem o direito de nos deserdar”.

No dia 07 de fevereiro de 1756 Sepé Tiarajú foi morto na Sanga da Bica, onde fica hoje a cidade de São Gabriel, e três dias depois – 10 de fevereiro – vinte quilômetros adiante, em Caiboaté, foram massacrados 1.511 Indígenas Guaranis de forma tão brutal.

 

 

 

Por que em São Gabriel:

São Gabriel é a Terra do martírio, do sangue derramado na luta pela Terra Sem Males, contra a ganância e a opressão, levados pela fé e pela consciência de povo e organizado. São Gabriel é local sagrado para os Guaranis, os Povos Indígenas e para todos e todas que acreditam na Terra Sem Males. É um local extremamente simbólico – Terra Santa – como tantos outros locais do Cristianismo e da Fé.

Em 2016 completam-se 260 anos deste martírio. Para as Comunidades Eclesiais de Base do nosso rincão gaúcho, Sepé Tiarajú já é um Santo-mártir. Por isso o incluem nas suas ladainhas, cânticos e devoções.

Ele é o 11º herói nacional, incluído em 21 de setembro de 2009, o primeiro indígena, o segundo gabrielense, já que Plácido de Castro foi incluído em 17 de novembro de 2004 nesta galeria dos heróis.

 

39ª Romaria da Terra – Um dia muito especial!

As três primeiras Romarias foram celebradas em São Gabriel. A primeira em 1978 em Caiboaté, e as duas seguintes na Vila de Tiarajú. Passados estes anos, volta às suas origens. Será no dia 09 de fevereiro de 2016, no local do martírio de SÃO SEPÉ TIARAJÙ, na Sanga da Bica, dentro da cidade de São Gabriel, com uma caminhada de 3 km até o local da Romaria.

Na memória dos 260 anos deste massacre, outros eventos também ocorrerão:

·         De 05 a 09 de fevereiro – Encontro do Povo Guarani, em memória dos 260 Anos do Martírio de Sepé Tiarajú e seus 1.511 companheiros indígenas.

·         Dias 07 e 08 de fevereiro – 11º Acampamento Estadual da Juventude.

·         O local destes eventos, bem como o local da concentração da 39ª Romaria será o Parque das Carretas.

·         Haverá também uma Feira de Economia Solidária e Agricultura Familiar com a mostra dos produtos “Sabor da Terra”, para alimentar o povo peregrino desta 39ª Romaria Estadual da Terra, artesanato e produtos Indígenas.

 

 

Irmã Lourdes Dill

Coord. do Projeto Esperança/Cooesperança

E.mail: lourdesdill@hotmail.com

 

 

“Texto inspirado no conteúdo do Jornal da 39ª Romaria da Terra”

 

Baixe arquivo em pdf, Revista da Terra

Please reload

 Posts em Destaque

FEIRÃO  ESPECIAL  DOS  PAIS

August 10, 2019

1/10
Please reload

Arquivos
Please reload

Pesquisa por tags
Please reload

Siga-nos
  • Facebook Basic Square

© 2023 Projeto Esperança/Cooesperança - Santa Maria - RS - Brasil  - Fones (55) 3219.4599 / 3223.0219                               Site desenvolvido por: Vida Grafi - Santa Maria - RS