Prêmio BNDES de Boas Práticas em Economia Solidária entrega R$ 1,26 milhão na Feicoop

12/07/2015

 

A noite de sábado na 22ª Feira Internacional do Cooperativismo (Feicoop) e 11ª Feira Latino Americana de Economia foi marcada pela entrega do Prêmio BNDES de Boas Práticas em Economia Solidária a 48 iniciativas de todo o Brasil. A cerimônia ocorreu no Palco da Feira, no Parque da Medianeira, em Santa Maria-RS.

 

O ato começou com a apresentação do selo brasileiro de Comércio Justo e Solidário, que irá identificar os produtos que possuem o processo produtivo da Economia Solidária.

 

- É preciso ter um preço que justifique pagá-lo, que não explore e que beneficie quem adquire. Precisamos deste casamento cada vez mais fecundo entre Economia Solidária e comércio justo - explicou o titular da Secretaria Nacional de Economia Solidária (Senaes/MTE), Paul Singer.

 

Segundo a coordenadora do Projeto Esperança/Cooesperança, irmã Lourdes Dill, é preciso comprar com consciência e não com os olhos, além de valorizar aquilo que tem qualidade e vida.

 

- O capitalismo quanto mais vende, mais aumenta o preço. Não deveria ser assim. Queremos produzir e comercializar com consciência para ter o bem viver, qualidade de vida e longevidade - argumentou a irmã.

 

Também foi realizado o lançamento da Cartilha do Passo a Paso do Cadastro de Empreendimentos Econômicos e Solidários e foi entregue simbolicamente à sociedade, o Plano Nacional de Economia Solidária.

 

A entrega do Prêmio do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) teve início com uma homenagem a Sandra Magalhães. Ícone do tema no Brasil, ela liderou diversos movimentos em busca de sua evolução, estimulando o fortalecimento das políticas públicas em prol de um novo modelo de desenvolvimento. Sandra também integrou a formação do Fórum Brasileiro de Economia Solidária (FBES) e do Banco Palmas, no Ceará, cuja experiência exitosa estimulou a criação da Rede Brasileira de Bancos Comunitários. Mesmo após sua morte, em 2013, a história de vida de Sandra ainda inspira milhares de pessoas.

 

O Prêmio BNDES possui o formato de uma boneca que representa Sandra Magalhães. No Palco da Feira, em um dos momentos mais emocionantes da noite, receberam a homenagem dona Matilde, mãe de Sandra, e o ex-companheiro de Sandra Magalhães, Joaquim.

 

Foram premiados 30 empreendimentos econômicos solidários (EESs) formalizados, 8 ainda não formalizados e 10 redes de EESs, distribuídos por 21 Estados em todas as regiões brasileiras. A premiação total entregue chega a R$ 1,26 milhão. 

 

Cada EES premiado, formalizado ou não, recebeu R$ 20 mil. Para cada rede contemplada foram destinados R$ 50 mil. Os recursos devem ser utilizados no fortalecimento e na consolidação das iniciativas agraciadas, contribuindo também para a formalização dos empreendimentos ainda não formalizados.

 

Os objetivos do Prêmio BNDES em Boas Práticas de Economia Solidária são reconhecer os esforços e ampliar a visibilidade de empreendimentos econômicos solidários que desenvolvam os princípios da autogestão, solidariedade e cooperação; incentivar a mobilização de atores sociais a partir de experiências e ações de referência para a sociedade; e aprofundar o conhecimento sobre o tema no País, melhorando o diálogo, a construção e a implementação de políticas públicas de apoio e investimento aos EESs.

 

O Prêmio BNDES de Boas Práticas em Economia Solidária é uma parceria com a Senaes/MTE e FBES. De Santa Maria, foram contemplados o Projeto Esperança/Cooesperança e o Centro Espírita Nação Tutumbaiê. Conheça no arquivo em anexo a lista com todos os premiados. Já em www.facebook.com/feicoop veja confira dezenas de fotos do evento.

 

Amanhã (12), último dia de Feicoop, a Feira abre das 08h às 18h. Não deixe de prestigiar!

 

São esperados cerca de 240 mil visitantes na 22ª Feicoop, no Centro de Referência em Economia Solidária Dom Ivo Lorscheiter. Ano passado, a Feira recebeu cerca de mil expositores, que ofereceram em torno de 10 mil produtos, entre: Agroindústria Familiar, artesanato, alimentação, hortifrutigranjeiros, plantas ornamentais e produtos de oito povos indígenas. Para esta nova edição, é esperada uma quantidade similar de expositores e produtos.

 

Os eventos de Economia Solidária são promovidos pelo Projeto Esperança/Cooesperança, da Arquidiocese de Santa Maria, com apoio de Cáritas, Secretaria Nacional de Economia Solidária do Ministério do Trabalho e Emprego (Senaes/MTE), Prefeitura Municipal de Santa Maria, Instituto Marista Solidariedade (IMS), Fórum Brasileiro e Fórum Gaúcho de Economia Solidária, entre outras entidades.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Horário de abertura da Feicoop

Domingo (12 de julho): 8h às 18h

Entrada gratuita

 

 

Curta a página da Feicoop no Facebook: http://www.facebook.com/feicoop

 

 

 

 

 

 

Maiquel Rosauro, Jornalista (MTb/RS 13334)

Pós-Graduado em Finanças

 

Assessor de imprensa - 22ª Feicoop

11ª Feira Latino Americana de Economia Solidária

55 55 9681-1384 (WhatsApp) ou 55 55 3219-4435

Facebook - Twitter - Instagram - Flickr - Linkedin - YouTube

Please reload

 Posts em Destaque

FEIRÃO  ESPECIAL  DOS  PAIS

August 10, 2019

1/10
Please reload

Arquivos
Please reload

Pesquisa por tags
Please reload

Siga-nos
  • Facebook Basic Square

© 2023 Projeto Esperança/Cooesperança - Santa Maria - RS - Brasil  - Fones (55) 3219.4599 / 3223.0219                               Site desenvolvido por: Vida Grafi - Santa Maria - RS