Uma feira multicultural

10/07/2015

 

Os primeiros expositores da 22ª Feira Internacional do Cooperativismo (Feicoop) e da 11ª Feira Latino Americana de Economia Solidária chegaram cedo ao Centro de Referência em Economia Solidária Dom Ivo Lorscheiter, em Santa Maria-RS, na manhã desta quinta-feira (9). Hoje o dia é dedicado à organização dos espaços e à formação em Economia Solidária, mas as diversas culturas presentes no evento já se destacam.

 

Tatiana Costa, do empreendimento Artes na Terra do Zoo, de Sapucaia do Sul-RS, foi uma das primeiras a montar o seu estande.

 

- Trouxemos vários produtos a base de porongo - relata Tatiana.

 

Também de Sapucaia do Sul, vieram Teresinha Gomes, Maria Caetano, Zarlete Busi e Nadir de Castro, provenientes dos grupos Fazendo Arte, Oficina da Arte e Rosa de Sharon. Elas demonstram muita disposição para o início da comercialização nesta sexta-feira.

 

De Cascavel-PR, vieram Debora Banhado, Keila Nazário e Nydia Kelin. Elas compõem os grupos Semeando Artes e também trouxeram para a Feicoop a colega Sandra de Oliveira, de Marechal Cândido Rondon-PR.

 

- Venho na Feicoop desde 2011. Este ano, trouxemos crochês, tapetes frufru, roupas, crochê peruano, almofada estampada em capitonê, entre outros itens - divulga Debora.

 

Já Fernando Silva Trindade e Nuzi Maria da Rosa Vigil, de Santana do Livramento-RS, trouxeram tear, lã rústica, palas, ponchos e ruanas. Eles fazem parte do projeto Tecendo Sonhos, Construindo Realidades, que tem o apoio do Fórum Santanense de Economia Solidária.

 

- Também vão expor conosco nossos colegas das cidades uruguaias de Rivera

 

, Montevidéu, Punta del Leste e Florida. Eles estão na estrada agora, mas amanhã vamos estar todos junto aqui no estande - projeta Trindade.

 

As máscaras africanas são o destaque do estande do senegalês Djidy Samb, que há oito anos reside em Tramandai-RS.

 

- Participei da Feicoop ano passado e foi muito bom, por isso voltamos. Além das máscaras, também trouxemos roupas africanas em tecido e algodão - revela Samb.

 

Que também está confiante por uma boa feira é a kaigang Cacilda Sales, que veio de Tenente Portela junto com José Ribeiro e os jovens Quelcio Ferreira, Mila Ferreira e Brenda Machado Ferreira.

 

- Vamos expor cestas, filtros dos sonhos, casinhas de passarinhos e oferecer mudas de macela e carqueja - afirma Cacilda.

 

 

Iniciou há pouco, no Espaço Sandra Magalhães, no Parque da Medianeira, o “Seminário de Formação: Economia Solidária: Conjuntura e reação (ou do limão à limonada)”. A coordenação é do Fórum Gaúcho e do Fórum Brasileiro de Economia Solidária. 

 

Amanhã (10), primeiro dia oficial de Feicoop, ocorre a "Audiência Pública da Comissão de Saúde e Meio Ambiente da Assembleia Legislativa", às 9h, no Espaço Sandra Magalhães, no Parque da Medianeira. O evento será coordenado pelo deputado estadual Valdeci Oliveira e pela Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul.

 

 

Entre 9h e 12h30min, também na sexta, será realizado no Espaço Josué de Castro, no Parque da Medianeira, o seminário “Agroindústria Familiar na perspectiva do Desenvolvimento Local e Regional”. A promoção é da Secretaria de Desenvolvimento Rural e Cooperativismo (SDR), Escritório Regional de Santa Maria da Emater/Ascar e Projeto Esperança/Cooesperança.

 

Às 14h, ainda na sexta-­feira, tem início no Santuário Basílica da Medianeira a 11ª Caminhada Ecumênica e Internacional pela Paz e Justiça Social, sob coordenação do Levante Popular da Juventude e outras entidades. A caminhada segue até o Palco da Feira, quando ocorre a abertura oficial da Feicoop, às 16h. É aguardada a presença do secretário-­geral da Presidência da República, Miguel Rossetto; do secretário nacional de Economia Solidária, Paul Singer e do ex­governador do Rio Grande do Sul, Olívio Dutra.

 

No sábado (11), o destaque é a Jornada Regional de Prevenção ao Uso de Drogas,

 

que irá ocorrer no Espaço Sandra Magalhães, no Parque da Medianeira, entre 9h30min e 17h. A coordenação é da Arquidiocese de Santa Maria e Regional Centro do Amor Exigente. Devem participar do evento, o secretário estadual de Justiça e Direitos Humanos, Dr. César Luís de Araújo Facciolo; prefeito de Santa Maria, Cezar Schirmer; arcebispo metropolitano de Santa Maria, Dom Hélio Adelar Rubert; diretor do departamento estadual de Políticas Públicas sobre Drogas, coronel Edison Tabajara Rangel Cardoso; e a coordenadora do Projeto Esperança/Cooesperança, irmã Lourdes Dill.

 

Às 17h, ainda no sábado, no Palco da Feira, ocorre a entrega do “Prêmio BNDES de Boas Práticas em Economia Solidária -­ Homenagem à Sandra Magalhães”.

 

No domingo (12), a cerimônia de encerramento inicia às 18h, no Palco da Feira.

 

São esperados cerca de 240 mil visitantes na 22ª Feicoop. Ano passado, a Feira recebeu cerca de mil expositores, que ofereceram em torno de 10 mil produtos, entre: Agroindústria Familiar, artesanato, alimentação, hortifrutigranjeiros, plantas ornamentais e produtos de oito povos indígenas. Para esta nova edição, é esperada uma quantidade similar de expositores e produtos.

 

 

Os eventos de Economia Solidária são promovidos pelo Projeto Esperança/Cooesperança, da Arquidiocese de Santa Maria, com apoio de Cáritas, Secretaria Nacional de Economia Solidária do Ministério do Trabalho e Emprego (Senaes/MTE), Prefeitura Municipal de Santa Maria, Instituto Marista Solidariedade (IMS), Fórum Brasileiro e Fórum Gaúcho de Economia Solidária, entre outras entidades.

 

Confira a programação completa da 22ª Feicoop no arquivo em anexo.

 

Horário de abertura da Feicoop

Sexta-­feira e sábado (10 e 11 de julho): 8h às 20h

Domingo (12 de julho): 8h às 18h

Entrada gratuita

Please reload

 Posts em Destaque

FEIRÃO  ESPECIAL  DOS  PAIS

August 10, 2019

1/10
Please reload

Arquivos
Please reload

Pesquisa por tags
Please reload

Siga-nos
  • Facebook Basic Square

© 2023 Projeto Esperança/Cooesperança - Santa Maria - RS - Brasil  - Fones (55) 3219.4599 / 3223.0219                               Site desenvolvido por: Vida Grafi - Santa Maria - RS